logo

Pesquisar

O Descobrimento do Brasil

Imagem relacionada

TRATADO DE TORDESILHAS: em maio de 1493 foi assinado o bula Inter Coetera, que dividia o novo mundo (Américas) entre

Resultado de imagem para o tratado de tordesilhas

Espanha (oeste) e Portugal (leste). Porém, achando injusta a divisão de 100 léguas a partir do arquipélago de cabo verde, o rei de Portugal, d. João II, protestou e conseguiu alargar a linha do tratado para 370 léguas em 7 de julho de 1494. a linha demarcatória passa ao sul aqui em laguna e ao norte em Belém do para. Esse acordo ganho o nome de “tratado de Tordesilhas” porque foi assinado na cidade de Tordesilhas, no norte da Espanha. o marco lagunense foi inaugurado em 1975. O TRATADO DE TORDESILHAS: definiu as áreas de domínio dos territórios ultramarinos, entre Portugal e Espanha. o tratado, assinado em 1494, definia uma linha de demarcação localizada a 370 léguas a oeste do arquipélago de cabo verde, de polo a polo. CABERIA À ESPANHA, AS TERRAS DO LADO OCIDENTAL, E A PORTUGAL AS DO LADO ORIENTAL. Pela bula papal romanus pontifex, de 1455, Portugal já teria direito a todas as terras ultramarinas conquistadas e a conquistar. As disputas pelo trono de castelã e as aspirações espanholas por conquistas ultramarinas levaram Portugal e Espanha a assinar o tratado de alcáçovas, em 1479, buscando a paz na península. A Espanha assegurava o direito às ilhas canárias. Portugal assegurava o direito às ilhas da madeira e dos açores, e aos territórios conquistados ou a conquistar, ao sul das canárias, desistindo de Castela. Interessante notar que, antes de Tordesilhas, o tratado de alcáçovas já dividia o mundo em duas partes entre portugueses e espanhóis, só que através de um paralelo, embora isso não estivesse claro Resultado de imagem para tratado de tordesilhano acordo. Assim, as conquista de terras ao norte das canárias seriam, pelo acordo, de direito dos espanhóis, abrindo caminho para o descobrimento da América, patrocinado por eles. As capitanias hereditárias foi à primeira tentativa de colonização do brasil. o sistema consistia na política de doação de terras às grandes proprietários para cultura de produtos de boa aceitação nos mercados europeus. Buscava-se estabelecer mecanismos de controle do litoral brasileiro e a exploração econômica das terras. O sistema foi criado em 1534 e até 1536 foram doadas 14 donatarias, com 50 ou 100 léguas de costa cada uma. Iniciavam no litoral e terminavam no interior, linha de Tordesilhas. O sistema de capitanias hereditárias apresentou pouca rentabilidade para Portugal, apesar do baixo investimento da coroa, apenas com a criação do sistema administrativo. De uma forma geral, os donatários tiveram dificuldade para desenvolver atividades produtivas, além dos problemas com os ataques de índios e piratas franceses. A única capitania lucrativa, nessa época, foi a de Pernambuco, com a cana-de-açúcar. Historicamente os dois países da península ibérica têm muito em comum. Após o domínio romano, a península foi governada por tribosResultado de imagem para homofobia germânicas e, posteriormente, pelos árabes do norte da África, os mouros. As disputas territoriais e sucessórias entre os reinos cristãos da península aconteceram em meio à expulsão dos mouros, a partir do século 11. No século seguinte, Portugal se estabelece como um reino independente, mas as lutas com os espanhóis continuaram até o início do século 15. Nos anos de 1470, Portugal passou a reivindicar o trono de Castela, um dos reinos espanhóis, mas desistiu da disputa com a paz de alcáçovas. Em agosto de 1578, o rei de Portugal, dom Sebastião, morreu sem deixar herdeiros, na batalha de Alcácer-Quibir, norte da África. Assumiu o trono seu tio-avô, o cardeal dom Henrique, que veio a falecer em 1580. Foi este o último rei da dinastia de avis. Entre os pretendentes do trono português estava o poderoso Felipe II, da Espanha, que era neto de d. Manuel i. O duque de Alba, que apoiava Felipe II, derrotou as forças de prior do Crato, outro pretendente ao trono e que tinha apoio de grande parte dos portugueses.