logo

Pesquisar

Turismo no Rio Grande do Norte

TURISMO: Graças ao sol do ano inteiro e às suas praias paradisíacas, dunas, lagoas, águas mornas e tranqüilas, o Rio Grande do Norte é um point turístico muito procurado. São mais de 44 praias, entre elas se destacam: a de Pipa, uma das mais famosas Praias do Estado, com arrecifes, golfinhos sempre à vista e prática de surf e com o Santuário Ecológico de Pipa, uma área de Mata Atlântica com trilhas e guias; Genipabu, no Município de Extremoz, a mais famosa praia, onde se realizam inesquecíveis passeios de bugre e de dromedários pelas dunas, conta também com uma lindíssima lagoa; Ponta Negra, que conta com o Morro do Careca; Pirangi do Norte, com piscinas naturais formadas por bancos de corais e onde se encontra o maior cajueiro do Mundo, com copa de 7.000 m²; e a Praia da Redinha, onde podemos ver o Forte dos Reis Magos e um sistema de dunas com lagos de água doce, entre outras. Durante 4 dias de dezembro, a população nativa se junta aos turistas numa grande folia. É o CARNATAL, um carnaval fora de época em Natal.  Com mais de 400 km de litoral, é natural que os destinos mais procurados no RN sejam as praias potiguares. Mas há muito a ser explorado fora dos roteiros dos famosos passeios de bugues nas dunas. O turismo no interior do Rio Grande do Norte destaca-se principalmente pelas festas de carnaval (Caicó, Macau e Guamaré), São João (Mossoró) e de datas religiosas (Festa de Santana em Caicó e Currais Novos; de Santa Luzia em Mossoró; de Nossa Senhora da Guia, em Acari; e de São Sebastião em Parelhas e Caraúbas). No entanto, tem crescido bastante a procura pelos festivais gastronômico (Martins e Pipa) e literário (Pipa). Para quem gostam de frio, as temperaturas das regiões serranas de Monte das Gameleiras, Martins e Serra de São Bento chegam a 15 graus e são um convite para se apreciar uma conversa em torno de uma fogueira. O turismo é responsável por uma das principais receitas do Estado do RN. Gera mais de 100 mil empregos e possui outras 54 atividades atreladas a si direta ou indiretamente. ALTA ESTAÇÃO: Novembro a março (em 2012, Imagem relacionadajaneiro foi o mês mais procurado por turistas, seguido por dezembro) PRINCIPAIS PONTOS TURÍSTICOS: Em forma de estrela, foi a primeira construção da capital — fundada em 25 de Dezembro de 1599 — daí o nome Natal. Foi erguida pelos portugueses sobre recifes com cascalho de ostras, óleo de baleia, areia e pedras. A construção secular conserva canhões que miram o mar e recebe centenas de turistas diariamente. De lá se pode observar o mar aberto, a exuberância da ponte Newton Navarro sobre o rio Potengi e o manguezal repleto de caranguejos “chama-maré”. Praia de Ponta Negra (Natal). A praia mais movimentada da capital destaca-se pelo visual exuberante do Morro do Careca, uma duna gigante ladeada por mata atlântica, um dos principais cartões-postais do Estado. Concentra grande parte dos hotéis e restaurantes da cidade. À beira-mar, é possível degustar espetinhos de camarão assados na hora com uma bebida gelada, acomodado em guarda-sóis na areia.http://www.rn.gov.br/Conteudo.asp?TRAN=ITEM&TARG=12096&ACT=&PAGE=0&PARM=&LBL=Conhe%E7a+o+RN#sthash.TKA8DcE4.dpuf