logo

Pesquisar

Turismo no piauí

ATRAÇÕES NATURAIS ENCONTRO DOS RIOS: Onde o rio Canidé deságua no rio Parnaíba é possível realizar agradáveis passeios em barco turístico ou para tradicionais canoas a remo. Próximo ao hotel Pousada Rimo. PRAIAS FLUVIAIS: Após a temporada das chuvas surgem grandes bancos de areia branca ao longo do rio Parnaíba. São coroas do rio, onde a população desfruta de banhos de sol e lazer. Um atrativo turístico da região. ATRAÇÕES CULTURAIS: Casario de Amarante: Harmonioso conjunto arquitetônico em estilo colonial identificado em portas, janelas, telhados onde se destaca: Casarão de Azulejo: Belíssimo casarão com fachada revestida de coloridos azulejos portugueses (Av. Desembargador Amaral) Centro Cultural Prof. Odilon Nunes: Onde funciona o museu de Amarante, com rico acervo histórico e cultural (Praça Gil Nunes). CASARÃO SINHÁ AIRES: Conserva, ainda, as belas fachadas em estilo arquitetônico colonial (Av. Desembargador Amaral). Casarão Dona Mary: Um tipo de museu particular que Abriga variado acervo de época, pertencente á tradicional família Soares, destacando-se peças do antigo mobiliário (Av. Desembargador Amaral). Casa de Da Costa e Silva: Casa onde nasceu o grande poeta piauiense conhecido como Príncipe dos poetas (Rua das Flores). ESCADARIA DA COSTA E SILVA: Na encosta do Morro Pontal, com 77 degraus que conduzem o visitante ao topo do morro, de onde se avistam as belas paisagens da região (Inicio da Av. Desembargador Amaral). IGREJA MATRIZ DO DE SÃO GONÇALO: Com 140 anos, é o único templo mais antigo da cidade, cujo padroeiro é o santo português São Gonçalo (Praça da Matriz). COMUNIDADE NEGRA DO MIMBÓ: Comunidade remanescente do antigo quilombo que mantém viva suas tradições afro-brasileiras presentes na religiosidade, no folclore e nas festas. A procissão de Nossa Senhora da Saúde, realizada secularmente, é uma das principais manifestações locais e atrai fiéis de várias regiões. Está localizado a 20 km na estrada Amarante-Floriano. ATRAÇÕES NATURAIS: serra de Resultado de imagem para homofobiasanto de Antonio: Localiza-se a 10 km de Campo Maior, com acesso pela estrada de  Coivaras. A serra, que muda de cor com a variação da luz do sol, guarda sossego e encantos naturais, como cachoeiras de águas térmicas que proporciona banhos relaxantes. AÇUDE GRANDE: Cartão Postal da cidade encanta pela dimensão e placidez de suas águas. Nas margens urbanizadas se encontram residências, hotel, churrascarias e bares que servem comidas típicas e brida os freqüentadores com bela vista panorâmica, ainda mais atraente com desenho carnaubal, espalhado ao longo do açude. FAZENDA CAMPO MAIOR: Nos campos verdes do município estão localizadas as antigas fazendas de gado, retratados de uma época. A rusticidade das construções, dos currais e das casas que utilizam fartamente a palmeira da carnaúba é a marca maior da tranqüila vida rural. BARRAGEM DOS CORREDORES: A 20 km da cidade. Dispõe de uma superfície de águas que encanta pela grandeza de sua extensão. Ideal para mergulhos. Rios: surubim LONGA – JENIPAPO: Os rios Surubim, o rio Longa e o rio Jenipapo correm próximo à cidade. Somente noImagem relacionada inverno. Ideais para pratica esportes náuticos. Apa – posto florestal: Posto Florestal com preservação de arvores antigas. ATRAÇÕES CULTURAIS: Igreja Matriz de Santo Antonio: Espaçosa catedral que acomoda cerca de 480 pessoas sentadas. Por ocasião da novena de Santo Antonio chega a abrigar 2.000 fiéis. Nesta igreja existe uma torre de 35 m (Praça Bona Primo). FUNDAÇÃO CARDOSO NETO – MUSEU ZÉ DIDOR: Museu particular, fundado em 1993, conta com acervo de mais de 10.000 peças, que registram com fidelidade a história de nossos antepassados. (Estação Ferroviária- Av. Nilo Oliveira S/N) Museu Heróis Batalha do Jenipapo: Um dos mais importante marcos da história do Piauí e da independência do Brasil, Erguido em homenagem aos que tombaram as margem do rio Jenipapo. MUSEU DO COURO: Localiza-se no monumento Heróis da Batalha do Jenipapo. Exposição permanente dos armamentos utilizados na Batalha, de antigos oratórios e peças sacras vestimentas dos vaqueiros. Teatro Sigefredo Pacheco: Localizado na Praça Gentil Alves. Santuário de N. Senhora do Rosário: Primeira igreja da cidade, sua construção data do século XVIII. RIO PARNAÍBA: Na margem direita deste grande rio, o segundo maior do nordeste, chamado pelo poeta Da Costa e Silva de Velho Monge. A cidade teve um alvorecer traçado pela navegação dos vapores e das Balsas de buriti e pelas lendas ribeirinhas que continuam encantando seus habitantes. RIO POTI: CORRE SINUOSO PELA CIDADE. Suas margens são ocupadas pelos extensos parques e amplas avenidas. Parques Ambientais situados a margem do Rio Poti, na zona urbana, são encontrados parques ambientais de grande beleza natural, que formam extensos cinturões verdes. Dispõem de equipamentos para pratica de esportes, áreas de lazer, calçadão para caminhada, barzinhos e quiosques. Nos fins de tarde, estas áreas ganham um colorido especial com o vai- eivem do teresinense em busca de qualidade de vida. PARQUE FLORESTA FÓSSIL: Na margem direita do Rio Poti, localizado em área urbana de grande beleza, concentram-se mais de 60 trocos de arvores (vegetais do gênero Psaronius), que se que se transformaram em pedras com idade aproximada de 250 milhões de anos. Uma floresta pré Histórica descoberta em 1934, encanta pesquisadores e visitantes pela raridade de possuir alguns troncos ainda em posição de vida. Parque da cidade prefeito
Imagem relacionadaJoão m. Olímpio de melo: Numa extensa área, 17 ha, mais de 120 espécies vegetais, entre arvores, arbustos e ervas, são encontrados neste parque. Os passeios por toda a extensão do Parque podem ser realizados através de trilhas. Merecem destaque: o ambiente aquático, o tanque de com postagem, a trilha do Poti e do Pomar, entre outros. PARQUE ZOOBOTÂNICO: Nas imediações da cidade, uma área de 137ha. Com impressionante vegetação, variada, fauna

Imagem relacionada nativa e exótica, dispõe de espaços recreativos e culturais de grande atração. Nesta área se encontra paisagem de rara beleza formada pela lagoa dos Morros e pelo rio Poti.(PI-112 Teresina/ União) PARQUE AMBIENTAL ENCONTRO DOS RIOS: O Parque abriga uma curiosa escultura inspirada na lenda ribeirinha a Cabeça de Cuia, uma galeria para exposição de artes, mirante restaurante flutuante e uma central de atendimento ao visitante. Uma das suas maiores atrações é o encontro das águas escuras e viscosas do Rio Poti desembocando nas águas claras e ligeiras do rio Parnaíba. Deste local, contempla-se um belíssimo por –do- sol sobre as águas. Avista-se também a movimentação do s pescadores remando suas canoas e lançando suas tarrafas a procura dos peixes. PARQUE AMBIENTAL DE TERESINA: Conhecido como antigo Horto Florestal, esta instalado numa área de 38 ha. No bairro do mocambinho, zona norte da cidade. Dispõe de herbário, de laboratório de Resultado de imagem para turismo no piauicentro de produção de mudas, de trilhas educativas para visitantes e de auditório. ATRAÇÕES CULTURAIS: PRAÇA MARECHAL DEODORO DA FONSECA: Antiga Praça do Palácio. Em seu entorno a cidade foi sendo construída. Popularmente conhecida como Praça da Bandeira. Com frente à praça a igreja Nossa Senhora do Amparo primeira igreja da cidade, inaugurada com a missa de natal de 1852. Palácio da Justiça Federal e Palácio da Cidade: Foram construídos na segunda metade só século XIX em torno da praça principal. Possuem imponentes fachadas em estilo neoclássico (Praça Marechal Deodoro). MERCADO CENTRAL OU MERCADO VELHO: Construído na metade do século XIX, é o mais antigo centro de comercialização da cidade. TEATRO DE ARENA: Palco de festivais e shows musicais onde se realiza i mais importante encontro de violeiros e poetas populares do Nordeste (Praça Marechal Deodoro/Centro). PALÁCIO DE KARNAK: Seu nome evoca as ruínas do Templo de Karnak no antigo Egito. Foi construído como chácara, por volta de 1890, com linhas arquitetônicas neoclássicas. Sede do governo estadual desde 1926. Posteriormente, na década de 1970, os jardins do palácio foram projetados pelo paisagista Burle Max. Na decoração do palácio se encontram valiosos objetos de arte. (Av. Antonino Freire/CentroCASA DA CULTURA BARÃO DE GURGUÉIA: Construída em 1870, para a residência do Barão. Recentemente foi restaurada e responde às exigências culturais da modernidade, dispondo de bibliotecas,