logo

Pesquisar

Turismo em Pernambuco

Resultado de imagem para pernambuco pontos turisticosTURISMO: PONTE MAURÍCIO DE NASSAU É a ponte mais antiga da América Latina, datada de 1643. Liga o bairro do Recife ao bairro de Santo Antônio. Foi a primeira ponte construída sobre o rio Capibaribe, ainda quando o conde holandês Maurício de Nassau habitava nossa terras. Inaugurada em 1644, a ponte inicial era de madeira. Sofreu reformas em 1683 e 1742 e mudou de nome duas vezes. Em 1917 voltou a se chamar Maurício de Nassau e foi reinaugurada em concreto armado. Hoje, é uma beleza que faz parte do dia-a-dia de milhares de pessoas que trabalham no Centro do Recife e a utilizam para locomoção. PONTE BUARQUE DE MACEDO Ganhou esse nome em homenagem a Buarque de Macedo, ministro pernambucano que ordenou sua construção no ano de 1880. A obra levou uma década para ser concluída e inaugurada. É considerada a ponte mais extensa do Recife Antigo. PONTE DA BOA VISTA Liga o bairro de Santo Antônio ao da Boa Vista através das ruas Nova e Imperatriz. A ponte da Boa Vista foi construída em ferro batido com ladrilhos que se encaixam em formas de losangos. Por causa dos estragos provocados pelas cheias de 1965 e 1966, a ponte sofreu uma reforma e foi reestruturada em 1967. PONTE DUARTE COELHO A atual ponte Duarte Coelho data de 1935 e foi construída onde anteriormente existia outra, metálica e plana, que fazia a ligação entre a Ilha de Santo Antônio e osImagem relacionada serviços ferroviários. PONTE GIRATÓRIA Construída em 1923 para atender às necessidades do Porto do Recife, favoreceu a passagem das embarcações a vela que ancoravam no Cais do Abacaxi. Em 1971, a ponte giratória foi substituída pela atual, Ponte 12 de Setembro, pois sua função giratória já não era mais utilizada. PONTE SANTA IZABEL Inaugurada em 1863 foi à primeira ponte de ferro do Recife. O idealizador da obra, o arquiteto francês Louis Léger Vauthier, também assinou o projeto do Teatro Santa Isabel. A ponte sofreu duas reformas: a primeira durante o governo de TURISMO A PRAÇA DA REPÚBLICA foi palco de execuções durante a Revolução de 1817 - movimento revolucionário que fez ecoar os primeiros gritos pela Independência do Brasil. A Praça da República abriga o Palácio do Campo das Princesas, sede do governo do Estado, construído em 1841. O Teatro Santa Isabel, datado de 1850; o Palácio da Justiça; e o Liceu de Artes e Ofícios. A PRAÇA DO "ENTRONCAMENTO" porque costumava abrigar o cruzamento de três antigas estradas de ferro do trem urbano. Hoje, constitui um dos locais mais pitorescos da cidade. Na época do Natal, a praça se transforma numa explosão de luzes e cores que encanta crianças e adultos. A Praça do Entroncamento fica no bairro das Graças. O BUSTO DO ALMIRANTE DE TAMANDARÉ, "Patrono da Marinha Brasileira". Seu nome foi dado em homenagem ao general que comandou aResultado de imagem para pernambuco pontos turisticos quarta e última expedição contra o Arraial de Canudos. Depois da revitalização do Recife Antigo, a praça passou a ser um centro de diversão e, junto com a Rua do Bom Jesus, antiga Rua dos Judeus, concentra restaurantes, bares e casas noturnas. Durante o Carnaval, a Praça do Arsenal transforma-se num animado "point" da folia. PRAÇA CHORA MENINO não imagina que ela já foi palco de um episódio sangrento. No ano de 1831, uma rebelião de soldados rasos foi silenciada com a morte de 300 pessoas em praça pública. Hoje, a praça é um recanto para crianças e pessoas idosas passarem o tempo, numa grande e agradável área verde. A PRAÇA DATA DO FINAL DO SÉCULO XVII e fica diante da Basílica e do Convento de Nossa Senhora do Carmo, no bairro de Santo Antônio. Hoje em dia, é palco da anual festa em homenagem à padroeira Nossa Senhora do Carmo, que acontece no mês de julho. Nesta época, costuma abrigar parque de diversões e barraquinhas de comidas, bebidas e artigos religiosos. A praça está dividida em duas partes. A primeira, onde está o parque infantil, fica em frente ao quartel do Derby. Do outro lado, fica a "ilha do amor", com canteiros, coreto semicircular e estátuas. Durante muito tempo, foi o lar do famoso peixe-boi Chica. Em uma das extremidades encontra-se o "monumento ao policial militar tombado no cumprimento ao dever". PRAÇA MACIEL PINHEIRO Inaugurada em 1975 marcou as comemorações da vitória dasImagem relacionada tropas brasileiras na guerra do Paraguai. Ao lado da praça, fica a Igreja do Santíssimo Sacramento, Matriz da Boa Vista, do século XIX. A PRAÇA É FAMOSA POR ABRIGAR O MARCO ZERO DO RECIFE. Uma estátua do Barão de Rio Branco serve de vigia silencioso do ponto central da cidade. O local costumava abrigar árvores de grande porte e banquinhos e é o preferido de quem Imagem relacionadagosta de admirar a vista dos casarões do Recife Antigo. A praça foi remodelada recentemente e ganhou um design moderno. Do Marco Zero, é possível ver a antiga Casa de Banhos, hoje transformada em bar. Quem quiser fazer um programa diferente, pode atravessar o braço de mar e chegar ao bar de barco. Localização: Av. Alfredo Lisboa, Bairro do Recife Antigo. MUSEU DO ESTADO Av. Rui Barbosa, 960, Graças. Fone: 3427.9322. Museu histórico e antropológico, ex-residência do Barão de Beberibe, (séc. XIX). Acervo com peças importantes do período Colonial e também do período holandês. Painéis das batalhas dos Guararapes e Monte Tabocas. Aberto de terça a sexta-feira, das 9h às 17h e aos sábados e domingos, das 14h às 17h. MUSEU DA ABOLIÇÃO: Rua Benfica, 150, Madalena. Fone: 3228.3248. Fica instalado em uma típica construção de casa de engenho, no sobrado Casa Grande da Madalena. Foi inaugurado em 1983 e possui em exposição na sala Memorial, vários objetos referentes aos séculos XVIII e XIX. Possui mini-auditório, anfiteatro onde são desenvolvidos programas educativos e culturais.

Resultado de imagem para homofobia Aberto de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h. A entrada é gratuita. MUSEU DA CIDADE DO RECIFE. Forte das Cinco Pontas, s/nº, São José. Fone: 3224.8492. Neste museu, os visitantes - mais de 20 mil por ano - podem conferir reprodução de cenas pintadas por Franz Post, mostrando a cidade e o povo durante o domínio holandês, mais de mil fotografias antigas do Recife, louças e azulejos portugueses e franceses, entre outras peças. Aberto de terça a sexta-feira, das 9h às 18h; e sábados e domingos, das 13h às 17h.  E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.