logo

Pesquisar

Turismo no Espirito Santo

NOS MUNICÍPIOS DE, Domingos Martins, Marechal Floriano, Pedra Azul e Santa Teresa originários de colônias de imigrantes europeus, anualmente a festivais que chegam a receber 30 mil pessoas, como a Festa da Polenta, Venda Nova do Imigrante, Festa do Vinho, Santa Teresa, do Morango, em Pedra Azul e a Solo fértil, Domingos Martins. Santa Teresa e Domingos Martins serviu de berço para dois cientistas de  renome nacional e internacional, ambos descendentes de imigrantes europeus. Augusto Ruschi e Roberto Kautsky. O primeiro destacou-se no estudo dos colibris. Foi biólogo pesquisador dedicado à luta ecológica, até a sua morte. O segundo, além de cientista ainda em atividade, estudioso das orquídeas e bromélias, é também fabricante de refrigerante detentor de uma fatia expressiva do mercado nacional. Outras personalidades descendentes de europeus destacam-se pelo seu empreendedorismo e dinâmica oferecida por sua ação na economia capixaba. Um  deles é o ítalo-capixaba Camilo Cola, proprietário do Grupo Itapemirim líder no setor rodoviário no país, e Helmut Meyerfreuld alemão ex-proprietários da Fábrica de Chocolates Garoto uma das três maiores fabricantes de chocolates do Hemisfério Sul. Destaca-se também, O Grupo COIMEX pertencente à Família Coser um dos maiores exportadores de café do Brasil junto ao Grupo Tristão também exportador de café. Arquitetura os Imagem relacionadasítios históricos de Muqui, São Mateus, Santa Leopoldina e São Pedro do Itabapoana também compõem a riqueza arquitetônica do Estado, sendo alguns dos mais significativos do país. No Sul do Estado destaca-se o Sítio Histórico de São Pedro do Itabapoana. A região foi colonizada porfazendeiros mineiros e fluminenses, descendentes de portugueses. Seu casario datado do século XIX, as ruas estreitas,Resultado de imagem para piuma es obedecendo à declividade do terreno com calçamento em pé - de - moleque em antigas fazendas centenárias se mantém preservadas. Em Muqui, município vizinho destaca-se o conjunto arquitetônico que concentra o maior acervo de construções ecléticas por ornamentos, pinturas decorativas, materiais e técnicas construtivas do final do século XIX e início do século XX, adquirida por uma classe social que se enriquecia e buscava o conforto e novidades vindas da Europa. Os hábitos de influência europeia desta aristocracia deixaram uma herança que caracteriza o município de maneira muito especial: o rico patrimônio arquitetônico. Em São Mateus, no norte do Estado, o velho porto fluvial com seu casario tipicamente colonial, constituiu tamb conjunto arquitetônico de grande valor histórico cujo apogeu socioeconômico deu-as no final do Império e começo da República. Foi durante século XIX com o aparecimento de fazendeiros barão de Timbuí e Aimorés, o Porto viveu sua fase áurea, com o surgimento de belos sobrados com suas coberturas em telhas tipo canal e grades de ferro importados da Europa, impulsionadas pelo intenso movimento de barcos, representavam o poderio econômico do Porto. Na região central do Estado localiza-se o Sítio Histórico de Santa Leopoldina que possui 38 imóveis; a maioria localizada na sede do município: são residências construídas pelos ricos comerciantes da região, descendentes de imigrantes alemães, austríacos, luxemburgueses, belgas e suíças datadas do final do século XIX e início doséculo XX. No interior, o Sítio Histórico completa-se comResultado de imagem para espirito santo guarapari tigrão a existência de sedes e armazéns de fazendas e de uma igreja localizada no Distrito do Tirol. Algumas comunidades deste município possuem denominações que homenageiam países e regiões da Europa como Suíça, Tirol, Holanda, e Luxemburgo. E outras guardam como o município vizinho de Santa Maria de Jetibá, e, o de Vila Pavão, o dialeto Pomeranas dividindo com o português a comunicação entre as pessoas. A religião Luterana também é outra importante herança cultural. No município de Domingos Martins o templo luterano está localizado na principal praça da Imagem relacionadacidade. O primeiro templo protestante construído no Brasil. Ainda há o tradicional casamento pomeranas que tem noiva vestida de preto cuja cerimônia pode durar até três dias. Como bem já nos registraram os nossos mestres Luiz Guilherme Santos Neves, Léa Brígida de Alvarenga Rosa e Renato Pacheco "graças aos colonos europeus e aos seus descendentes, numerosas povoações e cidades surgiram no interior do Espírito Santo. Muitas regiões, onde eles se localizam, acabaram se tornando municípios do nosso Estado. Além disso, os europeus, sobretudo os italianos que vieram em grande número, tiveram notável influência com suas famílias numerosas na formação do povo capixaba". Conheça o Espírito Santo: Referência em beleza natural e famosa pela culinária à base de peixes e frutos do mar, o Espírito Santo tem muito mais a oferecer ao seu visitante. Uma experiência que vai além das suas praias, não dispensa a boa moqueca capixaba nem o clima ameno de montanha – onde se degusta vinho, licores, biscoitos caseiros e massas, em propriedades de agroturismo. A tudo isso pode acrescentar atrações das mais variadas, como a prática de esportes radicais que inclui raffiné, rapel e voo livre festas religiosas como a tradicional Festa da Penha e o forró de Itaúna, que, todos os anos, contam Imagem relacionadacom uma legião de participantes. O Patrimônio Histórico Cultural capixaba é outro roteiro a ser descoberto (ou explorado, vivenciado). Uma viagem entre o passado e o presente do Espírito Santo, preservados nos casarios de municípios como Muqui (Sul do Estado), São Mateus (Norte do Estado), Santa Leopoldina (região Centro-Serrana), e também no Convento da  Penha (Vila Velha) e nas construções do Centro de Vitória. Trilhas ecológicas, centros de estudos e pesquisas, como o Projeto Tamar e a Reserva Florestal do Vale, ajudam a compor o mosaico que é o Estado. Um cardápio turístico onde a gastronomia também é destaque. A moqueca, feita na panela de barro, é uma herança indígena hoje produzida artesanalmente pelas paneleiras de Goiabeiras. Já a Torta Capixaba, que tem mariscos, peixe e palmito entre os ingredientes, é o prato principal da culinária local na Semana Santa. atual momento econômico, somado à qualidade de vida que oferece, transformou o Espírito Santo numa alternativa para o turismo de negócios. Nos últimos anos, o crescimento industrial do Estado está acima da média nacional, o que chamou a atenção de empreendedores para o seu potencial, principalmente na área de petróleo e gás. O Espírito Santo possui localização estratégica com uma área de 46.184 km² e 78 municípios. Está na região Sudeste e próximo das principais metrópoles do País. Isso o torna atração para turistas de lazer, negócios e eventos provenientes de São Paulo, Bahia e Minas Gerais. São inúmeras as vantagens para se visitar o Resultado de imagem para homofobiaEspírito Santo. Possui fácil acesso rodoviário, estando ligado aos demais estados  pela BR 101 e pela BR 262, que o interliga com o Centro-Oeste. Para receber o turista, conta com excelente infra instrutora, capaz de hospedagem de 11,4 mil pessoas na região metropolitana, em excelentes hotéis e rede de restaurantes. O Estado é o sexto no País em turismode eventos e negócios e esse setor aumenta a cada ano, tendo em vista o desenvolvimento crescente do Espírito Santo e por oferecer preços competitivos para a realização de eventos. Para isso, conta com espaços para a realização de eventos de pequeno, médio e grande porte no Centro de Convenções e no Parque de Exposições de Carapina.