logo

Pesquisar

Turismo no Amapá

Oiapoque ao Chuí: Talvez uma das principais referências do Estado seja o Rio Oiapoque. Quem não conhece a expressão do Oiapoque ao Chuí? O rio tem a foz no extremo norte do litoral brasileiro e sempre é citado quando se fala em pontos remotos do Brasil. A paisagem que domina a região, aliás, mais de 90% dela, é a imensidão verde da floresta amazônica. A mata virgem ocupa 70% do seu território. Rio Oiapoque, Amapá. Na capital, Macapá, há um centro de cultura francesa, que ensina francês para quase 2 mil pessoas. Isso se deve às relações que o Amapá mantém com a Guiana Francesa, que faz fronteira ao norte do Estado. Outra atração é a linha imaginária do Equador, que divide os hemisférios Norte e Sul. A única maneira de chegar a Macapá é de barco ou de avião. Cachoeira: Situada na divisa do Pará com o estado do Amapá, a Santo Antônio é um dos belos exemplos de cachoeiras existentes no Resultado de imagem para amapa turismoPará. Fica no município de Almeirim, a cerca de 30 horas de barco de Belém. A localização da cachoeira possibilita um passeio pela sua plataforma rochosa. Barcos e lanchas  podem chegar próximo às quedas. principalmente a castanha-do-brasil, além de outras iguarias tão saborosas quanto únicas. Já no folclore do Amapá, por possuir diversas influências indígenas, africanas e até religiosas, são realizadas durante o ano as manifestações que ajudam a preservar as tradições e culturas do povo de cada região do Estado. A dança unanime realizada em várias comemorações, sendo na capital ou no interior do Estado, é a Mara baixa. A tradição do Mara baixa é uma das mais vivas e belas manifestações da cultura herdada dos negros africanos. A dança possui uma coreografia que imita os passos dos negros escravos com os pés presos por correntes, cadenciado e marcado por tambores chamados de "caixas". O canto (ou ladrão) lembra o lamento de quem vivia na senzala que cultivavam a esperança de voltar para o continente africano. Dentre as manifestações culturais, há grandes festas conhecidas por todo o Brasil, na qual podemos citar: Boi-Bumbá, Festa do Divino Espírito Santo, Círio de Nazaré e a Festa de São Thiago, onde são notáveis as Imagem relacionadaResultado de imagem para amapa turismoparticipações das comunidades nestas festividades folclóricas. No Amapátambém encontramos lendas interessantes como a do Manganês, do João de Gatinha, da Pedra do Guindaste, bem como as mais fantasiosas como alenda do Boto cor de rosa. Oiapoque ao Chuí: Talvez uma das principais referências do Estado seja o Rio Oiapoque. Quem não conhece a expressão do Oiapoque ao Chuí? O rio tem a foz no extremo norte do litoral brasileiro e sempre é citado quando se fala em pontos remotos do Brasil. A paisagem que domina a região, aliás, mais de 90% dela, é a imensidão verde da floresta amazônica. A mata virgem ocupa 70% do seu território. Rio Oiapoque, Amapá. Na capital, Macapá, há um centro de cultura francesa, que ensina francês para quase 2 mil pessoas. Isso se deve às relações que o Amapá mantém com a Guiana Francesa, que faz fronteira ao norte do Estado. Outra atração é a linha imaginária do Equador, que divide os hemisférios Norte e Sul. A única maneira de chegar a Macapá é de barco ou de avião Cachoeira: Situada na divisa do Pará com o estado do Amapá, a Santo Antônio é um dos belos exemplos de cachoeiras existentes no Pará. Fica no município de Almeirim, a cerca de 30 horas de barco de Belém. A localização da cachoeira possibilita um passeio pela sua plataforma rochosa. Barcos e lanchas  podem chegar próximo às quedas.