logo

Pesquisar

O Lazer no Acre

O roteiro Caminho do Pacífico é desenvolvido com foco no fortalecimento turístico dos municípios fronteiriços acreanos com os vizinhos países Peru e Bolívia, num chamado à integração latino-americana. A diversão começa na capital acreana, Rio Branco, passando por diversas paisagens dominadas pelo verde, rica fauna e grande riqueza cultural pelos municípios de Epitaciolândia, Brasiléia e Assis Brasil, localizado na tríplice fronteira. Esse roteiro possibilita a conexão das rotas turísticas acreanas com a Rota Internacional Amazônia - Andes - Pacífico. O seringal Cachoeira, em Xapuri, ganha um novo atrativo além das belezas naturais da floresta amazônica chamado Circuito de Aventura Chico Mendes, o maior circuito de arvorismo da região. O atrativo turístico foi inaugurado no sábado, 31, pelo governador Tião Viana, pelo vice-governador César Messias e pela secretária de Turismo Ilmara Lima. Trekking: Para fazer o trekking, o atleta vai precisar de muito fôlego, disposição, resistência e pernas fortes. Do contrário, a caminhada pode ser um martírio. Isto porque o trekking não é nada simples. Em geral, as trilhas passam por pedras e rios, subidas e descidas dentro da mata. Neste  caso, além do preparo físico, vale uma ajudinha de equipamentos importantes como tênis ou papete apropriados, repelente e protetor solar. São trabalhados os músculos inferiores (pernas, glúteos e panturrilhas). Rafting: O rafting, famosa descida de corredeiras de rios com um bote, exige agilidade, concentração e uma força extra nos braços, uma vez que o praticante vai ter que remar muito, especialmente se as águas do rio estiverem mais tranqüilas, o que deixa o bote mais pesado e difícil de manejar. Nesta atividade, são trabalhados os músculos inferiores, superiores, a musculatura dorsal e lombar (pernas, bíceps, tríceps, trapézio, deltóides, rombóides). Cannoying: Os leigos podem achar que cannoying nada mais é que um simples estrangeirismo dado à prática da canoagem. Mas não é nada disso. A atividade consiste na exploração de uma furna escavada por um curso d'água esculpindo no relevo cachoeiras, vales e montanhas. Para explorarÿ o Canyon - daí o nome cannoying -, utiliza-se a técnica de rapel (descida feita por corda), pela qual os praticantes descem cachoeiras de várias alturas. A prática trabalha os músculos inferiores e superiores, basicamente: pernas, glúteos, panturrilhas, bíceps e tríceps.Bóia-cross: Quem nunca desceu um rio ou conheceu alguém que já embarcou nesta aventura usando apenas uma simples câmara de pneu de caminhão? Pois é, desta brincadeira improvisada surgiu uma das atividades mais procuradas pelos turistas que visitam Brotas, ponto turísitico dos esportes radicais. Mais sofisticado do que a brincadeira do passado, hoje, o passeio é chamado de bóia-cross. As bóias são anatômicas, encapadas e com alças laterais para maior segurança aos adeptos da atividade. O bóia-cross trabalha os músculosResultado de imagem para boia cross no acre rio branco inferiores, com enfâse nos músculos superiores (braços e peitorais). Arvorismo: O arvorismo é um esporte recente, criado a partir das técnicas utilizadas por pesquisadores para se locomover em florestas na altura da copa das árvores. Plataformas com até 9 metros de altura, interligadas por cabos de aço, viram uma espécie de trilha nos ares para os praticantes do esporte. A dificuldade vai aumentando à medida que a pessoa avança de uma plataforma a outra. O equipamento utilizado é o mesmo do rapel: cadeirinha, mosquetões, roldana, capacete e luvas. A segurança é garantida pela chamada "solteira": uma corda que liga a cadeirinha do praticante a uma roldana presa num cabo de aço. Além de utilizar todos os músculos, a verticália exige equilíbrio e concentração do praticante. Caso você ainda não tenha se convencido do benefício em praticar os esportes de aventura, saiba que por necessitarem de um trabalho conjunto e da confiança dos esportistas uns nos outros, trata-se de um excelente exercício para incentivar o trabalho em equipe. Por essa razão tem levado grandes empresas a promover tais práticas para seus funcionários. Além disso, por conta das belezas naturais que, neste caso, são vistas bem de perto, estes esportes despertam a consciência ambiental nos praticantes. Onde praticar: Em varios estados do brasil, inclusive iniciando peo Acre de brotas, em São Paulo, é o mais conhecido destino para quem pretende praticar os esportes de aventura, seguido por Socorro e Analândia, também populares por oferecerem este tipo de atividade. Mas não é só em São Paulo que você encontra lugares interessantes para viver experiências radicais. No Acre, por exemplo, Campos Gerais e Ribeirão Claro, são outros destinos muito explorados pelos turistas aventureiros. No estado de Minas Gerais, Três Rios é um dos locais Resultado de imagem para turismo no acre rio brancomais procurados para a prática do rafting. Trekking e trilhas de moutain bike também são comuns em Petrópolis, no Rio de Janeiro. No fim das contas, são muitas as opções Brasil afora. Escolha o esporte e seu destino e divirta-se. A Canoagem Onda é uma das várias modalidades dentro da Canoagem, que tem muito destaque, por se tratar de um esporte de muita radicalidade, sobretudo seguro. Há muita controvérsia quanto ao seu surgimento, mas o certo é que tudo se originou com as embarcações de pesca em rios e mares Curiosidade sobre o Rapel: O rapel antes de ser um esporte surgiu como uma técnica utilizada pelos espeleólogos para procurar cavernas e ter acesso a locais inacessíveis, por volta da segunda metade do século XIX. O esporte se praticado de maneira imprudente representa grande perigo aos praticantes. Um instrutor capacitado e que conheça o local, com o auxílio de bons equipamentos diminui muito o risco de qualquer acidente. Técnica ou esporte? Existe uma discussão para saber se o rapel é mesmo um esporte ou uma técnica. Os que defendem que se trata de uma prática esportiva alegam que o rapel traz diversão, adrenalina e ainda previne a saúde. Os que são contra alegam que pela técnica ser simples não pode ser considerada como esporte. Caminhos das Aldeias: O Roteiro explora a riqueza do Vale do Juruá, com suas diversas etnias indígenas e seu inexplorável "Tesouro Verde". É neste maravilhoso cenário que conheceremos a cidade de Cruzeiro do Sul e o parque Nacional da Serra do Divisor. O Parque Nacional da Serra do Divisor é considerado por diversos pesquisadores como a região de maior biodiversidade do planeta, desbravando-os através de caminhadas Resultado de imagem para homofobiaecológicas. O Jet ski é uma máquina com motor movido a combustível, que tem a capacidade de carregar uma ou duas pessoas, cujo objetivo primeiro é a locomoção sobre a água. É por isso que ele também é conhecido como moto-aquática, já que as semelhanças entre essa máquina e a motocicleta são muitas, a exceção é que a moto promove a locomoção em meio terrestre e o jet ski em ambiente aquático. O termo jet ski foi cunhado a partir da empresa fabricante Kawasaki. Tamanha foi a popularidade ganha que, a partir de então, todas as moto-aquáticas, quaisquer que fossem seus fabricantes, ficaram conhecidas pelo mesmo nome do produto Kawasaki. O jet ski tem um tipo de funcionamento bastante particular: a inexistência de leme instrumento responsável por proporcionar o direcionamentode embarcações – revela que a direção é propiciada por meio de jatos propulsores.