logo

Pesquisar

Lazer na Cidade de São Paulo

Resultado de imagem para lazer em são paulo

Maior centro de comércio da América Latina e um dos principais pontos turísticos da capital, na 25 deResultado de imagem para ruA 25 de março sp Março (chamada pela maioria dos paulistanos apenas de 25) é possível encontrar quase tudo. A rua surgiu no século 19, quando imigrantes árabes abriram as primeiras lojas no local, mas sua fama teve início nos anos 60. Graças às fortes enchentes que aconteciam naquela época, alguns produtos eram perdidos e o que sobrava era vendido a preços muito baixos. A partir daí, os comerciantes passaram a buscar mercadorias mais baratas. Todas as lojas que se instalaram na região partiram para este mesmo segmento e, assim, a rua tornou-se o que é hoje: uma especialista em diversidade e preço baixo. Sempre muito movimentada – cerca de 400 mil pessoas por dia e mais de um milhão perto de datas comemorativas, como o Natal –, juntamente com outras ruas da região, como a Rua Comendador Abdo Schain, especializada no comércio de tecidos, a Rua Comendador Affonso Kherlakian, onde está localizada a Galeria Pagé, prédio com diversas lojas, que oferece, principalmente, artigos eletrônicos e a Ladeira Porto Geral, com muitas lojas de fantasia e acessórios, a 25 forma um enorme complexo comercial, com mais de 3.500 pontos de venda. CATAVENTO CULTURAL E EDUCACIONAL:Imagem relacionada Localizado na Praça Cívica Ulisses Guimarães, no centro de São Paulo, o Catavento Cultural e Educacional é um Resultado de imagem para tela irapurudos espaços da cidade que mais atrai público infantojuvenil em busca de informação e diversão. O local tem como objetivo apresentar para crianças e adolescentes, assim como para adultos, conhecimentos científicos e culturais transmitidos de forma lúdica, por meio de exposições e outros ambientes interativos. http://www.cidadedesaopaulo.com/sp/br/museus  As instalações do Catavento estão divididas em quatro grandes seções que tratam de temas determinados. A primeira, intitulada Universo, fala sobre o espaço sideral e sobre os planetas de nosso sistema solar; a segunda é denominada Vida, e conta a história da evolução na Terra, desde os primeiros animais até o Homem; Engenho, a terceira seção, traça um panorama das criações humanas no âmbito da ciência; já Sociedade mostra os problemas de convivência enfrentados por diversos povos do mundo. Inaugurado em 2009, no antigo prédio do Palácio das Indústrias, o Catavento Cultural e Educacional possui mais de oito mil metros quadrados de área, nos quais estão dispersas aproximadamente 250 atrações que prometem entreter crianças, jovens e adultos de todos os gostos. O espaço está aberto para o público de terça a domingo, inclusive aos feriados, e visitações em grupo, com mais de 12 opções de roteiros temáticos, podem ser agendadas mediante o preenchimento do formulário disponível no site oficial. Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 17h, inclusive aos feriados. Entrada até às 16h. End.: Praça Cívica Ulisses Guimarães, s/n - Brás − Centro - São Paulo. Tel.: (11) 3315-0051. www.cataventocultural.org.br MUSEU FLORESTAL “OCTÁVIO VECCHI”: Inaugurado em 1886, o Instituto Florestal, órgão vinculado à Secretaria do Estado do Meio Ambiente, foi construído a partir da preocupação em proteger o Patrimônio Natural e Cultural do Estado de São Paulo, pesquisando, recuperando e manejando a biodiversidade associada à instituição. As pesquisas do instituto foram iniciadas em 1897. Também naquele ano foram construídas as primeiras sementeiras de espécies florestais, com o objetivo de proteger amostras de ecossistemas nacionais e de outros países. O instituto possui 851.910 hectares de florestas naturais e implantadas, abrigadas em 86 unidades de conservação. O local também conta com áreas de florestas, estações experimentais, reservas e parques estaduais. Dentro do Instituto Florestal está localizado o Museu Florestal “Octávio Vecchi”, que possui acervo em madeira rica em detalhes, com réplicas perfeitas das sementes e folhas das árvores, além de peças em charão, xilogravura e exposições itinerantes. No acervo, o público pode apreciar o mostruário de sementes de madeiras entalhadas com o fruto e folha da árvore real, além de móveis e objetos confeccionados com árvores nativas. Ao lado do museu está o marco de passagem do Trópico de Capricórnio, linha geográfica imaginária que está localizada abaixo da Linha do Equador e que indica a latitude. Museu Florestal “Octávio Vecchi” Horário de funcionamento: de terça a sexta, das 9h às 12h e das 13h30 às 16h30. O museu não abre em dias chuvosos. End.: Rua do Horto, 931 − Horto Florestal − Tremembé − zona Norte − São Paulo. Tel.: (11) 2231-8555. - www.iflorestal.sp.gov.br MUSEU DE ARTE BRASILEIRA: No dia 10 de agosto de 1961 foi inaugurado o Museu de Arte Brasileira (MAB), com a mostra “Barroco no Brasil”. Desde sua inauguração, a exposição e seus eventos paralelos foram reconhecidos como um acontecimento nacional, comemorativo da cultura brasileira.Localizado no bairro do Pacaembu, o MAB surgiu com a proposta de reunir e conservar obras de artistas brasileiros ou aqui enraizados. Possui cerca de 2.600 obras de arte, desde acadêmicas até testemunhos da ruptura causada pela Semana de Arte Moderna de 1922. Na coleção do MAB, há obras dos renomados artistas modernistas como Tarsila do Amaral, Anita Malfatti e Cândido Portinari.Resultado de imagem para lazer em são paulo Também possui de artistas de períodos posteriores como Tomie Ohtake, Evandro Carlos Jardim, Arcângelo Ianelli, Franz e jovens artistas atuantes na arte brasileira hoje, como Sandra Cinto, Albano Afonso e Cláudio Mubarac. Além da pesquisa e organização de exposições, o MAB inovou no seu âmbito de interesse. Incorporou a apresentação de mostras de arte internacional e temas que trazem experiências expressivas ao público e ampliam a compreensão do fazer artístico e cultural. O museu também oferece o Serviço Educativo, com visitas monitoradas e oficinas de arte. O MAB foi idealizado por Armando Alvares Penteado, em seu testamento de 23 de abril de 1938. Nele, instruía sua mulher a vender parte da sua propriedade com o objetivo de construir uma escola de artes e uma pinacoteca para exposições de quadros originais. Em 1947, surge a Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP) que, 10 anos depois, tenta estabelecer o Instituto de Arte Contemporânea. Contudo, a iniciativa durou pouco tempo e o Instituto foi dissolvido. A partir dessa data, a FAAP iniciou os tramites necessários para a criação de um novo museu, o MAB. O Museu de Arte Brasileira ganhou diversos prêmios ao longo de sua história, como o da Associação Brasileira de Críticos de Arte (ABCA) em 2010, o da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) em 2009 e “Os Melhores das Artes” pela APCA em 2008. Além da sede no Pacaembu, desde 2004 há também o MAB-Centro, localizado no edifício Lutetia. Inaugurado na década de 20 e tombado em 1992, o prédio é um exemplo da arquitetura da época. A restauração do Lutetia pela FAAP, com o apoio da Prefeitura, da Emurb, do DPH e da ONG Viva o Centro, tem como objetivo a revitalização do Centro e incentivar a visitação dos transeuntes. O EDIFÍCIO TAMBÉM ABRIGA a Residência Artística FAAP, destinada a artistas brasileiros e estrangeiros que atuam nas áreas deResultado de imagem para hotel fazenda  em são paulo artes, comunicação e arquitetura. Os selecionados desenvolvem projetos em um dos dez estúdios do Lutetia, além de transmitir suas experiências e conhecimentos aos alunos e professores da FAAP. Posteriormente, há a possibilidade de exporem seus trabalhos no MAB-Centro. Museu de Arte Brasileira – FAAP: End.: Rua Alagoas, 903 – Higienópolis – zona Oeste – São Paulo Horário de funcionamento: de terça a sexta-feira, das 10h às 21h. Sábados, domingos e feriados das 13h às 18h. Tel.: (11) 3662-7198 http://www.faap.br/museu/index.asp Museu de Arte BrasileiraCentro: End.: Praça do Patriarca, 78 – Sé – Centro – São Paulo Horário de funcionamento: de segunda a sábado, das 7h às 17h30 Tel.: 3101-1776 http://www.faap.br/museu/mab-centro.asp MUSEU DA HISTÓRIA DA MEDICINA da Associação Paulista de Medicina. Foto: Divulgação/ Acervo da APM. Localizado na Avenida Brigadeiro Luís Antônio, o Museu de História da Medicina foi construído com o intuito de valorizar o patrimônio histórico da Medicina, no apoio à pesquisa e à difusão cultural. Possui em seu acervo registros sobre a profissão no Brasil e no mundo, tais como documentos históricos, livros raros, equipamentos cirúrgicos, louças com representações de eventos médicos, bustos, estatuetas de grandes nomes da medicina e da ciência, medalhas, fotografias, entre outros. O local está aberto a visitas de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17h30, na sede da APM – Avenida Brigadeiro Luís Antônio, 278 – 5º andar – com entrada gratuita. Para crescer, o museu recebe apoio dos médicos por meio de doações de materiais, fotos, aparelhos, instrumentos, mobiliários ou qualquer objeto que auxilie na reconstituição da história da Medicina. Quem tiver interesse, pode ajudar a ampliar o acervo fazendo a sua doação.  Museu da História da Medicina da Associação Paulista de Medicina. UM POUCO DA HISTÓRIA DO MUSEU: O Museu da APM foi implantado em abril de 2000 e inaugurado em 18 de outubro de 2002, sob a curadoria de doze anos do Prof. Dr. Jorge Michalany (1916-2012), que doou grande parte de seu acervo. Desde a sua fundação, o estoque vem sendo ampliado e recebendo importantes doações dos médicos, de hospitais, empresas, entre outros, formando um expressivo acervo bibliográfico, de peças e de obras de valor histórico. Hoje, conta com um acervo de cerca de mil peças, tais como documentos, livros raros, equipamentos cirúrgicos, louças com representações de eventos médicos, bustos, estatuetas de grandes nomes da medicina e da ciência, medalhas, fotografias, entre outros. Além disso, também expõe painéis que contam a história da medicina e de instituições médicas. Museu da História da Medicina da Associação Paulista de Medicina End.: Av. Brigadeiro Luiz Antônio, 278 – Bela Vista – Centro – São Paulo. Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17h3. Tel.: (11) 3188-4303. www.apm.org.br/museu-da-medicina.aspx