sc

logo

Pesquisar

Lazer em Santa Catarina

COM 293 MUNICÍPIOS: e ocupando 1,2% do território nacional, Santa Catarina é o menor, menos populoso estado da região sul. Suas diversas praias, ao longo de 561 quilômetros de costa, são um dos destinos preferidos dos turistas que visitam a Região Sul. A Resultado de imagem para turismo em santa catarinacapital, Florianópolis, é a segunda cidade brasileira em número de turistas estrangeiros (cerca de 600 mil), atrás apenas do Rio de Janeiro. Ao sul, as ondas de Garopaba atraem surfistas. Balneário Comburiu, a 80 km da capital, também é grande destaque da costa catarinense. Embora longe do litoral, a região serrana, no sul do estado, também atrai visitante. Ali se registram as temperaturas mais baixas do Brasil, e a cidade de São Joaquim é um chamariz para os que esperam ver neve. Outro destaque internacional é o Beto Carrero World, na cidade de Penha. Oktoberfest: Santa Catarina recebeu grande influência de imigrantes portugueses, alemães e italianos. O litoral e Florianópolis foram colonizados por açorianos. A arquitetura, as tradições e a gastronomia mantêm traços dessa cultura. Várias festas trazidas pelos colonizadores são realizadas durante o ano. Só no norte são mais de dez. A mais concorrida é a Oktoberfest de Blumenau, tradicional festa da cerveja de origem alemã que ocorre em outubro.  Basta deixar a BR-101: e aventurar-se pela Serra do Rio do Rastro, ou do Corvo Branco, para maravilhar-se com os cenários que se sucedem a cada curva da sinuosa estrada. Montanhas cobertas de Mata Atlântica são lentamente substituídas por araucárias seculares e cachoeiras pontuam rios de água cristalina. No planalto, campos gramados, demarcados por rústicas taipas de pedra, abrigam rebanhos de gado e são, ocasionalmente, cobertos por fina camada de neve. Hotéis-fazenda espalham-se pela região, recuperando a vida simples do interior, o trato com os animais e as tradições que vieram do Sul. Urubici: a 1.820 metros de altitude, é a cidade mais fria do estado, e lá a temperatura chega ao zero grau no auge do inverno. São Joaquim - segundo produtor regional de maçã - recebe maior incidência de neve e, por conseqüência, o maior Imagem relacionadanúmero de visitantes da região. Lages, mais para o oeste, foi passagem dos tropeiros que ligavam o Rio Grande do Sul a São Paulo e ainda hoje por lá predominam a cultura campeira, o pinhão, o churrasco e o chimarrão. Água que Cura: Brota das profundezas da terra, quente e cristalina, uma das maiores riquezas de Santa Catarina. São as fontes termais, de qualidade só comparável às melhores do mundo, e que atraem milhares de visitantes aos balneários construídos para seu melhor aproveitamento. Muitos buscam apenas repouso e lazer, outros a cura para seus males, já que as propriedades terapêuticas destas águas - com temperaturas em torno de 38º graus - curam reumatismo, artrite, problemas de estômago, intestino e pele, estafa, insônia e nervosismo. As principais termas de Santa Catarina: estão equipadas com completa infra-estrutura turística, propiciando uma atmosfera de tranqüilidade aos que nelas buscam a solução para seus males, ou apenas deliciosa momentos de relaxamento e paz. Dotada das melhores águas termais do mundo: A cidade de Águas Mornas é um convite ao turismo. O município de Águas Mornas, na Grande Florianópolis, é um convite ao turismo. Colonizada por alemães. Privilegiado por uma natureza exuberante, grande rede fluvial Resultado de imagem para santa catarina e suas ilhase clima agradável, Águas Mornas é procurado por turistas devido à prática de rapel, destaque para a Cachoeira do Rio Salto a 36 km da cidade e uma queda de 95 metros de altura e com fácil acesso através de trilhas. Outra opção para um delicioso mergulho é a Cachoeira da Ressurreição, localizada na Fazenda da Ressurreição, por isso o nome. A Prefeitura disponibiliza a Casa da Cultura e Turismo, onde visitantes encontram artesanatos da cidade, produtos coloniais, e um espaço com objetos antigos e materiais da história de Águas Mornas. A 18 km do município Resultado de imagem para turismo em gravatai em santa catarinaencontra-se a comunidade mais antiga de Santa Catarina, a Comunidade de Santa Isabel, conhecida também como II Colônia Alemã. O Portal Turístico de entrada de Águas Mornas tem características germânicas e atrai diversos turistas, os quais se aventuram para conhecer as belezas do município, entre elas a Gruta Nossa Senhora de Lourdes, que conta com uma grande imagem de Nossa Senhora de Lourdes, além de pequenas imagens religiosas e é um dos locais mais visitados. Outros atrativos são o chafariz na Praça José Adão Lehmkuhl, as lindas floreiras da prefeitura, o “Maibaun”, uma tradição alemã resgatada pela cidade, casas antigas, as águas termais de Águas Mornas que possuem propriedades medicinais para o combate de várias doenças, a Fonte Luiz Elias Daux, o Mirante do Rio Novo, o artesanato Scheidt, a Cantina de Vinho do Roberto, o Parque Aquático Sol de Verão e o Parque Aquático Primavera. Gravataí, Águas Mornas e Santo Amaro da Imperatriz, próximas ao litoral, e Pirituba, Águam de Chapecó, Palmitos e São Carlos, no Oeste do estado. Além destas principais, inúmeras pequenas fontes termais espalham-se por todo o território catarinense, visitadas por turistas vindos de vários pontos do país e até do exterior.Um complemento natural e saudável da geografia privilegiada com que a região foi agraciada. Aventura Natural: Para quem gosta de natureza, Santa Catarina é o paraíso. A diversidade geográfica do estado, aliada a uma cobertura vegetal rica e preservada, garante aos adeptos do ecoturismo opções fascinantes. Mergulho, vôo-livre, trekking, montanhismo, canoagem e rapel são algumas das modalidades esportivas praticadas com entusiasmo em terras Catarina. Nenhum local supera a Ilha do Arvoredo, situado entre Porto Belo e Florianópolis. Ali se encontram a Corrente das Falklands, de águas geladas, com a tépida Corrente do Brasil, produzindo uma notável miscigenação da vida marinha. Outras ilhas, como a do Campeche, em Florianópolis, também propiciam boas condições de mergulho, assim como costões e enseadas em quase toda a costa catarinense, entre Laguna e São Francisco do Sul: Nas encostas da Serra do Mar, quem gosta de sentir o sangue pulsar forte nas veias não se decepciona. Descer cachoeiras em Presidente Getúlio atirar-se de bote nas correntes do Rio Itajaí-Açu, Resultado de imagem para praias de  santa catarinavoar de asa-delta em Jaraguá do Sul ou fazer trekking em Florianópolis ou na Serra do Corvo Branco é alguns esportes ecológicos possíveis no cenário agreste da Mata Atlântica catarinense. As cachoeiras de Corupá e a fantástica Caverna de Botuverá também são ícones do ecoturismo local, um segmento que representa nova e promissora fonte de recursos para o estado. Circuito das festas: O povo de Santa Catarina, multifacetado étnica e culturalmente, possui uma característica comum: o gosto pelas festas. Além do Circuito de Festas de Outubro, liderado pela Oktoberfest, durante todo o ano animam o estado diversas festividades étnicas, religiosas e culturais que reafirmam o jeito alegre e descontraído do catarinense. Dez festas compõem: o Circuito de Outubro, misturando tradições alemãs, portuguesas, austríacas e italianas, com farta gastronomia e muita cerveja. Barreado A Fenarreco de Brusque: a Fenachopp de Joinville, a Schützenfest de Jaraguá do Sul, a Musikfest de São Bento, a Kegelfest de Rio do Sul e a Oktoberfest de Itapiranga são eventos que revivem as tradições germânicas. A cultura austríaca é apresentada na Tirolerfest de Treze Tílias, e a Quermesse da Cultura e Tradição, em Criciúma, resgata a herança italiana. Em Itajaí, oImagem relacionada vinho, a bacalhoada e o som do fado falam na Marejada do passado açoriano dos habitantes do litoral. No resto do ano, inúmeras outras festividades espalham-se por todo o território de Santa Catarina. Destaque para o Festival de Inverno, em São Joaquim, e a Festa do Pinhão, em Lages. O Futuro: Embora ocupe pouco mais de 1% do território brasileiro, Santa Catarina possui papel de destaque no cenário nacional, e não apenas por seus animadores índices sociais e econômicos. Sua diversidade cultural, étnica e geográfica, assim como uma privilegiada localização em relação aos países do MERCOSUL, representa um enorme potencial para a afirmação do estado como um dos principais destinos turísticos do país. Um litoral privilegiado: pontos turísticos já consagrados como Florianópolis, Balneário Comburiu e Blumenau, serras belíssimas e um completo circuito de festas conquistam o visitante. Estas atrações fazem com que o estado receba algo em torno de 4 milhões de turistas anualmente, um número em constante crescimento. Segmento que mais cresce dentro do turismo mundial, floresce as melhores perspectivas para Santa Catarina. Suas cachoeiras, a Floresta Atlântica bastante preservada, rios cristalinos e imponentes montanhas atraem um contingente cada vez maior de amantes dos esportes ditos naturais, do alpinismo ao trekking, do ciclismo de montanha ao rafting. Uma tendência que poderá transformar a região na mais novo pólo ecoturístico mundial, um destino que parece haver sido traçado especialmente para esta terra com nome da santa e abençoada pela natureza. Serra Catarinense: Não parece que estamos em Santa Catarina, e muito menos no Brasil. As paisagens, aliadas às baixíssimas temperaturas dão a essa região um ar tipicamente europeu. O frio na época do inverno chega a temperaturas bem abaixo de zero, com precipitações de neve em várias localidades. Nesse cenário o turismo rural: ganha um ar rústico e introspectivo. A tradição campeira pode ser observada em todos os lugares: na comida, no estilo de vestir e acomodações, nos gestos simples e hospitaleiros de seu povo. Verdes campos se destacam na paisagem onde os vaqueiros lidam com o gado. Numa região de belezas natural deslumbrante e muito fria, a hospitalidade de sua gente é uma das características mais marcantes. Nada mais gostoso que saborear um suculento churrasco e um papo descontraído numa roda de chimarrão. Sem dispensar o charme e o romantismo de um bom vinho à frente de uma lareira. Região Norte Três das mais importantes cidades: do Estado estão localizadas nesta região, expressivas pela industrialização e atividade comercial: Joinville, maior cidade do Estado e terceiro pólo industrial do sul do Brasil; Jaraguá do Sul, com destaque para suas malharias e fábricas de motores elétricos; e São Bento do Sul, um dos mais importantes centros moveleiros do Brasil. Com uma atividade cultural bastante intensa, mantém viva as tradições de seus colonizadores, principalmente alemães, poloneses e italianos. Sua população detém um padrão socioeconômico bastante alto quando comparado à média brasileira. É um povo alegre e que tem no trabalho a razão principal de sua prosperidade. Inúmeras festas, feiras e eventos são realizados ao longo de todo o ano.