logo

Pesquisar

Cultura / Folclore em Rondônia

CULTURA: MUSEU DA ESTRADA DE FERRO: Foi graças à desativação da E. F. M. M. que um de seus galpões à margem do Rio Madeira foi transformado em Museu. Preservando os bens históricos da ferrovia, o Museu reúne várias peças da época de sua construção e funcionamento. Além da primeira locomotiva trazida para a Amazônia, a Cel. Churchill, pode-se apreciar também uma Cegonha e um Velocípede, usados no transporte de feitores que fiscalizavam a linha, tornos, máquinas, móveis, fotografias de operários, livros, documentos e muito mais. Av. 7 de setembro - Praça da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré – Centro - FOLCLORE DE RONDONIA: Botos que dançam nas festas e emprenham donzelas. Iaras que seduzem os homens e os levam para seus reinos encantados. Cobras-grandes, Curupiras, Caaporas, Matintapereira, cabeças voadoras de pessoas transformadas em duendes que vagam à noite. O folclore rondoniense é, acima de tudo, um espetáculo de lendas. Todas com influência indígena e amazonense. E uma das grandes festas folclóricas é o Arraial Flor de Maracujá em Porto Velho. É nesta festa que o Boi Bumbá se manifesta. Herdado do Nordeste, o bumba-meu-boi é uma manifestação folclórica que resume elementos culturais portugueses, africanos e indígenas. A festa é quando Porto Velho vira um verdadeiro arraial, com milhares de bandeirinhas Resultado de imagem para folclore  de rondoniacoloridas nas barracas das praças e ruas, onde é servida grande variedade de pratos típicos. A quadrilha Resultado de imagem para folclore  de rondoniaé comandada pelo “marcante”, uma pessoa que conduz o desenvolvimento e a mudança dos movimentos de dança, executada por milhares de participantes vestidos de caipira. É uma manifestação popular das mais interessantes e ocorre simultaneamente à época das festas juninas. CULTURA DE RONDÔNIA: Jerusalém da Amazônia é a segunda maior cidade cenográfica do mundo onde se encena a Paixão de Cristo durante a Semana Santa, perdendo somente para Recife. Local deconstrução rústica com amplo espaço, Jerusalém fica a 21 km do centro de Porto Velho. Para não coincidir com o calendário de outras festas do Estado, a encenação normalmente é realizada na segunda quinzena de maio. BR 364 - km 15 – sentido Cuiabá. Folclore de Guajará-Mirim: O Festival Folclórico de Guajará-Mirim acontece desde o ano de 1994. Na época, o evento era chamado de 'Festival Folclórico Pérola do Mamoré' (Fefopem) e era realizado na quadra da AABB. Hoje a festa, que reúne mais de 4 mil brincantes, e é motivo de orgulho para a cidade Em Guajará-Mirim, o ‘Duelo da Fronteira’ abre portas para o turismo na região e Imagem relacionadagera renda para o município, uma vez que o festival é apreciado por pessoas de vários lugares do país”. Como o Resultado de imagem para o botofestival é assistido por um grande público a área foi ampliada com a montagem de novas arquibancadas móveis e camarotes, tudo para proporcionar, nos dias de festa, mais comodidade aos participantes. “A realização deste evento é marcado por fatores importantíssimos, o primeiro é essa troca de experiências culturais entre os povos de Guajará-Mirim e os bolivianos, isso sem contar com a presença dos turistas que chegam à região para prestigiar o evento. A segunda, é que além de apoiar a realização do evento com toda a estrutura física, o governo também dá apoio aos grupos, com a compra de suas indumentárias. Em Rondônia os maiores eventos relacionados ao folclore são a Flor do Maracujá em Porto Velho e e o Festival Pérola do Mamoré em Guajará-Mirim. Nesta época do ano as cores azuis e Resultado de imagem para homofobiavermelhas tomam conta da cidade de Guajará-Mirim, também conhecida como Pérola do Mamoré. Para onde se olha essas cores demonstram o amor dos moradores ao seu boi preferido. O 'Duelo da Fronteira' reúne na cidade milhares de pessoas de diversas partes do país. E este ano contou com um lugar específico, um bumbódromo, construído pelo Governo do Estado, onde os bois-bumbás Flor do Campo (vermelho e branco) e Malhadinho (azul e branco) farão as suas apresentações.